Aumenta a expectativa para o concurso da PRF; remuneração inicial será de R$ 9,4 mil.

Cresce a expectativa pela realização do novo concurso público que será promovido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Para dar início ao certame, o órgão aguarda apenas um parecer, por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), do seu pedido de autorização para preenchimento de postos, encaminhado em 31 de maio. A expectativa é iniciar a seleção ainda em 2017, mesmo que a nomeação dos aprovados somente ocorra no próximo ano, para o preenchimento de 1.300 postos de policial rodoviário.

Vale lembrar que, no sentido de agilizar o processo, a PRF já conta com uma minuta do edital pronta, que vinha sendo elaborada desde o final de 2016, com o objetivo de permitir que o concurso possa ser iniciado imediatamente após a eventual autorização do MPOG. Após protocolado no MPOG, em 31 de maio, no dia 1º de junho a solicitação foi encaminhada para análise no gabinete do ministro do planejamento, Dyogo Oliveira, que reencaminhou o processo, no mesmo dia, para o Departamento de Legislação e Movimentação de Pessoas, Coordenação Geral de Concursos e Divisão Geral de Concursos Públicos, onde está em análise. Para concorrer ao cargo de policial rodoviário é necessário possuir curso de nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A jornada de trabalho dos servidores é de 40 horas semanais.

VALORIZAÇÃO

Um ponto importante é que a carreira passa por um processo de valorização, em decorrência da lei 13.371, sancionada pelo presidente Michel Temer em 15 de dezembro, que concede aumentos progressivos para a corporação. Com isto, o inicial, que era de R$ 7.167,91, incluindo salário de R$ 6.719,91 e o auxílio-alimentação de R$ 458, a partir de janeiro passou a ser de R$ 9.491,98, já com o adicional.

Além disso, a carreira contará com mais dois reajustes, em janeiro de 2018 e janeiro de 2019, com iniciais passando, respectivamente, para R$ 9.931,57 e R$ 10.357,88, com o atual valor do auxílio.

ATRIBUIÇÕES

Cabe ao servidor da área desenvolver atividades de natureza policial, envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

Em 2014, Ministério ofereceu mais de mil vagas

No início de 2014, o MF abriu processo seletivo visando a contratar 1.026 profissionais na carreira de assistente. As chances disponibilizadas pelo certame foram distribuídas entre os Estados do Acre (18 vagas), Alagoas (14), Amazonas (28), Amapá (6), Bahia (80), Ceará (53), Espírito Santo (14), Goiás (31), Maranhão (30), Minas Gerais (101), Mato Grosso do Sul (34), Mato Grosso (27), Pará (55), Paraíba (20), Pernambuco (52), Piauí (17), Paraná (97), Rio de Janeiro (61), Rio Grande do Norte (17), Rondônia (13), Roraima (8), Rio Grande do Sul (155), Santa Catarina (74), Sergipe (9) e Tocantins (12).

Todos os candidatos passaram por provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos com 70 perguntas de múltipla escolha. Os assuntos abordados nos testes foram língua portuguesa; matemática e raciocínio lógico; conhecimentos de informática; atualidades; gestão de pessoas e do atendimento ao público; ética do servidor na administração pública; administração pública brasileira; e regime jurídico dos agentes públicos

(Diário do Pará e Jornal dos Concursos)

De acordo com a vida de cada concurseiro e seu respectivo planejamento da preparação, a antecedência de estudos é necessária para cobrir todo o programa.

Eis o desafio proposto pelo Curso Liderança: TRANSFORME A ANTECEDÊNCIA DE ESTUDOS EM VANTAGEM DIANTE DO CONCORRENTE.

Fones: 3228-2662, 3236-2002 e 98761-7474.

Av. Almirante Barroso, 1121 – entre Vileta e Timbó, em frente ao Colégio Souza Franco.

www.cursolideranca.com.br.

www.facebook.com/curso.liderança

 

Ouse vencer. Ouse estudar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *